Consumo de recursos exorbitante...



  • Abri determiados sites e em seguida executei o gerenciador de tarefas para monitorar o consumo de recursos do mesmo e o resultado está na imagem abaixo..
    Obs.: Abri 4 sites de minha escolha
    0_1481831446265_Sem título.png



  • Quando usa pra vídeo o Vivaldi chora mesmo, eles tem que trabalhar mais em questão de desempenho, só fica fazendo features e o desempenho tá um lixo, uso da CPU muito alto e outras coisas.



  • @Mioni Cara é o seguinte não me incomoda o uso de CPU, o X da questão pra mim é consumo de RAM e de bateria respectivamente... Uso o Vivaldi desde o começo, porém como você disse a equipe tem que ter um olhar especial na questão do desempenho que na minha opinião está deixando a desejar e muito... 💢


  • Moderator

    Na verdade o Vivaldi é melhor que o Chromium, o problema do Vivaldi é a interface dele, que nada mais é que um site, e logo ocupa um processo gordo a mais. O time estava conversando sobre o que poderia ser feito recentemente.

    Eu fiz uma comparação abrindo 3 sites, deezer.com, vivaldi.com e quirksmode (executando o vídeo WebM). Os valores estão em MB, no Chromium e Vivaldi os valores em segundo são o que o Gerenciador do Chromium exibe.

    Internet Explorer
    37,1 (Navegador)
    142,0 (Deezer)
    149,7 (Vivaldi)
    142,7 (quirks)
    471,5 (Total)

    Chromium
    116,6 - 55,0 (Navegador)
    5,8
    77,8 - 61,2 (GPU)
    172,8 - 37,2 (Deezer)
    82,1 - 39,0 (Vivaldi)
    59,6 - 25,0 (quirks)
    514,7 - 217,4 (Total)

    Vivaldi
    87,3 - 44,2 (Navegador)
    4,7
    132,7 - 105,2 (GPU)
    111,3 - 38,8 (Deezer)
    80,8 - 36,2 (Vivaldi)
    67,1 - 32,0 (quirks)
    198,2 - 53,9 (Interface)
    682,1 - 310,3 (Total)
    483,9 - 256,4 (Total sem interface)

    Firefox
    470,8

    Então eu discordo que está deixando muito a desejar, claro que não estou contente, mas o Vivaldi está na linha dos outros navegadores. O Vivaldi é melhor em quase todos os processos do que o Chromium, e eu comparei o Vivaldi 1.6 estável, que está usando a versão 55 do Chromium, com o Chromium 57.

    Sim, o Vivaldi usa 100+ MB de RAM a mais do que os outros, mas basta adicionar umas extensões pra ter as funções do Vivaldi e logo você atinge esse valor, sem falar que muitas extensões na Play Store tem analytics e data miners pra coletar informações sobre você que fazem conexões com a internet.

    Ah, e só pra lembrar que um pessoal do time trabalhou no Opera 12, que fazendo o teste acima ainda com mais duas guias abertas (xkcd.com e forum.simutrans.com) estava usando entre 365 e 381 MB. RIP Presto.



  • @An_dz Tenho que concordar com você digamos que me equivoquei ao falar que "O Vivaldi esta deixando a desejar" não olhei para a parte de recursos que o Vivaldi tem consigo, o que me intriga ainda é que o Firefox (Que é considerado por muitos um browser que ainda consome muitos recursos, com um total de 470,8) ainda consome menos que o Vivaldi.. Tenho a Versão Nightly do browser vou adicionar 2 extensões no máximo monitorar o uso de recursos da máquina.


  • Moderator

    @Nlope É histórico, quando o IE matou o Netscape a Microsoft parou o desenvolvimento do IE e ele ficou estagnado. Então os antigos desenvolvedores do Netscape voltaram e criaram o Mozilla Firefox, e todo mundo migrou para ele, já que o IE estava parado e o Mozilla era o amado Netscape renascido. Nesse tempo o Firefox era ótimo, mas a partir da versão 4 começou a ficar lento e consumir mais recursos. E é daqui que a lenda surge.

    Anos depois a Google decide fazer o Chrome, um navegador de péssimo gerenciamento de recursos. O que não é de se espantar já que a sua engine, na época o WebKit, ser um fork do KHTML que foi criada e otimizada para o Linux.

    Lembrando que o WebKit é da Apple, e que o MacOS é um Linux e do qual o WebKit contém vários recursos proprietários específicos para o MacOS. Basta lembrar que a Apple chegou a oferecer o Safari para Windows e ele era horrível de lento.

    Voltando ao Chrome, a Google conseguiu fazer as pessoas mudarem mesmo assim pois:

    1. Ele era um navegador super básico no começo do desenvolvimento, as páginas da web da época era mais leves, e ainda estávamos na era desktop, o que garantia que o uso de recursos não afetasse visivelmente o usuário.
    2. Todo mundo usava o Google pra pesquisa, e o Gmail também já era muito usado. E eles sempre exibiam um alerta para baixar o Chrome (e ainda fazem) dizendo que era mais seguro e blablabla.
    3. Eles adicionavam suporte de novos padrões do ECMAScript (aka JavaScript) e de recursos não-padrões no Chrome e garantiam que seus serviços os utilizassem para não funcionar em outros navegadores.
    4. Ele era instalado automaticamente com o Flash e seu instalador modifica o IE, impedindo que o IE rode mesmo que o usuário tente executá-lo, abrindo o Chrome em seu lugar.


  • @An_dz Boa observação, porém é claro e evidente que a equipe deve ter um cuidado maior com o desempenho do browser, não que eu esteja dizendo que está ruim muito pelo contrário, mais cai entre nós pode melhorar... 👦🏽


  • Moderator

    @Nlope Pode não, deve melhorar.

    Com a versão 1.6 o Vivaldi separou-se mais do Chromium, o que deve ajudar no futuro. Espero que o desempenho seja trabalhado em um futuro próximo.



  • @An_dz Esta é uma boa notícia!!



  • @An_dz Pode marcar o tópico como resolvido ! 🙂


  • Moderator

    @Nlope said in Consumo de recursos exorbitante...:

    ... Pode marcar o tópico como resolvido ! 🙂

    Ainda acho prematuro assinalar como Resolvido


  • Moderator

    @lamarca said in Consumo de recursos exorbitante...:

    @Nlope said in Consumo de recursos exorbitante...:

    ... Pode marcar o tópico como resolvido ! 🙂

    Ainda acho prematuro assinalar como Resolvido

    Concordo.



  • No Linux especificamente no Ubuntu não notei muito consumo de recurso, porém vou analisar mais afundo essa questão, já no Windows que por si só o sistema operacional já consome uma grande quantidade de recursos a conversa é outra, entendo por parte que a "maioria" de recursos consumidos pelo Vivaldi seja porque tem-se recursos que a maioria dos Navegadores no mercado não tem, porém pra quem tem máquina com Hardware "menos potente" como meu notebook é complicado. Tem que haver um "olhar maior" para essa questão do consumo de recursos que cada Browser tem em si.



  • @Nlope Acredito que o foco desta comparação esteja equivocado, no meu caso, uso o vivaldi tanto no windows (trabalho) quanto no linux (em casa), ocasionalmente uso em um netbook com 1gb de ram, e o vivaldi dá conta do recado.
    Como você mesmo mencionou, no windows o consumo é maior, e tendo a acreditar que o problema não é com o browser em sí e sim com o SO.
    Em todo o caso, é sempre saudável buscar a otimização, até porque nem todos dispomos de processador e memória sobrando.



  • @kari0ca Justo, porém tanto na versão do Vivaldi (Windows; Linux) houve umas travadinhas uma vez ou outra. Embora meu foco seja mais no Windows notei que o Linux especificamente o Ubuntu não é tão diferente em relação ao sistema da Microsoft, mas o foco aqui é outro os problemas de desempenho que tive no Windows também tive no Linux.


 

Looks like your connection to Vivaldi Forum was lost, please wait while we try to reconnect.