Os lusófonos no Fórum em português



  • Acho que até há uns gatos pingados de Portugal, com escassas intervenções neste subfórum. Mas, a enorme predominância é de falantes/escreventes do português do Brasil. O Vivaldi não tem repercussão muito expressiva em Portugal? E nos demais países lusófonos?
    Até um alemão, Catleweazle (se não erro na grafia), já esteve presente, usando tradutores. Mas, lusófonos não brasileiros, é, como passou a se dizer recentemente nas décadas de 30/40, manga de colete (boazinha esta expressão, não?).


  • Moderator

    Conforme o último relatório que o Jon mandou pros Sopranos, Brasil e Portugal tem a mesma porcentagem de usuários do Vivaldi, a Angola está um peidinho na frente dos dois, mas nem todo mundo fala português lá. O Cabo Verde e a Guinea Equatorial também aparecem mas com bem menos usuários.

    Só que no Brazil são mais de 200 milhões de pessoas, já todos os outros países falantes do português juntos não devem chegar nem na metade disso. Então a porcentagem do Brazil é muito mais pessoas em números absolutos.



  • @An_dz
    Desculpe-me se estiver sendo invasivo mas, você é tuga ? :grimacing:



  • @Quinca71 Portuga aqui de Lisboa, e orgulhoso utilizador do Vivaldi. Não conheço mais nenhum utilizador em pessoa, tirando os meus familiares a quem instalei forçosamente o Vivaldi no PC. :)

    Vou inclusive dar uma corridinha pela cidade regularmente usando a minha t-shirt do Vivaldi, mas até à data ainda não cruzei com ninguém que a reconhecesse.



  • Informe cultural: Lusofonia.

    Interessante é que, ao que julguei entender, este segmento foi criado por iniciativa de portugueses. Até, outro dia, consultei os alfarrábios e no login antigo consta como proprietário o RViera perfil atual -RVieira perfil anterior e Administrador o VivaldiLusofono.

    Achei que este início traria diversos assuntos dos "da terrinha", e que, na esteira deles, tudo começaria a se desenvolver numa conjuntura mista entre portugueses e brasileiros, mas o que presencio é só os brazucas levando avante e adicionando temas.

    Este último, o Lusofono , parece que só teve fôlego para a largada, a julgar pelo perfil. Isto não é uma crítica, sim, uma constatação.

    Calculo que isso foi só uma estrutura dos inícios. Não tenho a menor ideia de como estão hoje estruturados a composição, a regência e os membros desses grupos. Inclusive, se ainda prevalecem os proprietários ("owners") e/ou administradores (admins).

    Foram criados vários grupos locais, alguns países com mais de um grupo, inclusive os de língua portuguesa que tinham uma vertente brasileira, que, no entanto, não chegou a prosperar, ao que me parece, embora tenha tido relativamente um razoável número de inscrições de membros.

    Mas, calculo que os outros segmentos nacionais que não sejam os constantes do novo fórum deverão ser extintos.



  • @duarte.framos

    Enquanto estava redigindo meu post aí de riba, o seu se interpôs. Fiquei surpreso e encantado. Esperanças de novas intervenções portuguesas e lusófonas outras, que, certamente, enriquecerão muito nosso acervo.



  • @duarte.framos said in Os lusófonos no Fórum em português:

    Vou inclusive dar uma corridinha pela cidade

    Desculpe, custou-me atinar para um fato. Sua postagem, aqui, no meu pc, dá como horário de sua feitura 20:07. Isto seria o meu horário. O seu, com a diferença de 4 horas no fuso, teria sido 1 hora e 7 minutos da madruga do dia seguinte. Realmente, corres a essas horas? Lisboa é um paraíso!

    Editando @duarte-framos - às l8h32' - 22h32'(Lisboa) em 20.06.2017 - Relendo agora a sua frase "Vou inclusive dar uma corridinha pela cidade", noto que eu interpretei como se você fosse fazer essa corridinha em seguida. Porém, a frase pode ser interpretada como um hábito que você tem, não que iria fazer a corridinha em seguida. Que acho que é a leitura correta.



  • @Quinca71 Hehe sim queria dizer no sentido de ter por hábito ir correr regularmente pela cidade, não necessariamente nesse preciso momento.

    Dito isto costumo geralmente ir correr, por volta das 19h, 20h ás vezes mais tarde, depois janto mais tarde ainda ao regresso, mas sim Lisboa é uma cidade bem pacata, se fosse correr à 1h da madrugada poderia estar descansado que certamente nada de mal aconteceria.

    De onde és, @Quinca71 , se não é indiscrição perguntar?



  • @duarte.framos

    A resposta está indo pelo chat (bate-papo), perdoe-me o excesso de cautela.


  • Moderator

    @Nlope said in Os lusófonos no Fórum em português:

    @An_dz
    Desculpe-me se estiver sendo invasivo mas, você é tuga ? :grimacing:

    Eu sou o tradutor de Português Brasileiro do Vivaldi.



  • @duarte.framos Vem fazer uma coisa dessas aqui no Brasil... Haha :disappointed_relieved:


  • Moderator

    Em relação a frequência/participação dos nossos irmãos além mar no fórum não é algo novo. Pois acontecia o mesmo no whereismyȍepra.
    Pela forma de escrever, já percebi a participação de três ou quatro portugueses, além do @duarte-framos, que sempre prestigia as postagens dos snapshots


  • Moderator

    adendo: Talvez seja desconhecido por alguns, mas há um outro português no fórum, o Rafel, mora na Espanha e é mod do fórum espanhol.



  • A comunidade lusitana usando o Vivaldi deve se constituir de uma elite cultural e em grande parte versada em informática em grau mais aprofundado, para a qual, presumivelmente, óbice do inglês não seja tão contundente quanto para a comunidade brasileira de usuários .

    Escrevendo em inglês, dificilmente, ou impossivelmente, seriam identificados através da redação. Pelos nomes de usuário, os "usernames" podem encobrir isso inteiramente (embora não o tenha feito, ainda, com o Duarte, o RVieira e o Vivaldi lusófono -- mas, este está numa nebulosa, se ainda estiver usando o Vivaldi).

    Acredito que o Fórum geral, em inglês, lhes sirva a preceito, tanto no aspecto linguístico, quanto no tecnológico e quanto à repercussão dos seus temas. Deve haver um número significativo acompanhando também pelas redes sociais.

    Minha maior esperança (e desejo) é que aqui compareçam predominantemente para ajudar. E para um bate-papo amigável. Os portugueses são cheios dos truques e conhecimentos inventivos, meio "off road", e podem tirar uns coelhos das cartolas em nosso benefício.





  • Já que estamos falando de lusofonia, mas no âmbito do Vivaldi, peço licença para estender um pouco mais esse âmbito.

    Da literatura lusófona, só li obras de escritores brasileiros e portugueses. Sou predominantemente, diria até exclusivamente, voltado para ficção.

    O mais lido, entre os brasileiros -- e também entre todos em geral -- disparadamente, Machado de Assis; entre os portugueses, Eça de Queiroz, também disparadamente. Bastante lidos, Jorge Amado e Camilo Castelo Branco.

    Há outros, em bom número, porém com menos obras lidas, embora "O Ateneu", de Raul Pompeia e "Angústia", de Graciliano Ramos, tenham tido forte impacto. Assim como "História do Cerco de Lisboa", de José Saramago.

    Na cultura popular lusófona, uma grande adesão ao fado, que chego a considerar a melhor música popular do mundo, de todos os tempos. Quase empatando com o chorinho brasileiro, mas ganha por cabeça. Aí, uma quase total exclusividade: Amália Rodrigues.



  • @Quinca71 said in Os lusófonos no Fórum em português:

    Esperanças de novas intervenções portuguesas e lusófonas outras, que, certamente, enriquecerão muito nosso acervo.

    Esperanças de lusófonas outras que não as de portugueses lusitanos e de brasileiros, na atual conjuntura, acho que se desmilinguiram. Com este tópico, já tivemos a honrosa e valiosa presença do @duarte-framos, e, só por isso, dou-me por gratificado por o ter aberto.

    Já vinha comparecendo por aqui, mui utilmente, o @JuniorSilva30 que, com 10 meses de casa, já está com a reputação nas nuvens. Ganhou até cumprimentos pessoais do próprio Jon, por uma intervenção sua (dele mesmo, do Junior), num blog do Team, cumprimentos muito merecidos de acordo com minha leitura. Torço por que se torne cada vez mais assíduo. Mas, pelo jeitão, é brazuca mesmo.


Log in to reply
 

Looks like your connection to Vivaldi Forum was lost, please wait while we try to reconnect.